domingo, 25 de setembro de 2016

Terra Santa - Jerusalém - Via Dolorosa ( Via Crucis - Via Sacra )


Terra Santa: 22/09/2012 - Último Dia (continuação)

JERUSALEM






Esta é considerada por muitos o lugar mais santo da terra, pois é Santuário de três religiões: o Islamismo, o Judaísmo e o Cristianismo. Apesar de seu nome hebreu Jerusalém significar “cidade de paz”, durante a sua longa história, Jerusalém foi destruída pelo menos duas vezes, sitiada 23 vezes, atacada 52 vezes e capturada e recapturada outras 44 vezes. A parte mais antiga da cidade foi estabelecida no IV milénio a.C. Em 1538, muralhas foram construídas em torno da cidade sob o regime de Solimão, o Magnífico. Atualmente aqueles muros definem a Cidade Antiga, que é dividida em quatro bairros: armênio, cristão, judeu.

A imagem mais associada a Jerusalém é sua famosa Cúpula Dourada ou Cúpula da Rocha. Este edifício é o terceiro lugar mais sagrado do Islã, debaixo dela se encontra a rocha onde Abraão esteve disposto a oferecer em sacrifício seu filho Isaac. Os muçulmanos dizem que daqui desta rocha Maomé subiu ao céu para receber o Alcorão do Anjo Gabriel, um acontecimento conhecido como a Viagem Noturna.

Perto da cúpula da rocha estão as duas últimas maravilhas da Terra Santa: O Muro das Lamentações e a Basílica do Santo Sepulcro.

O lugar de oração mais sagrado para os judeus é o muro ocidental ou Muro das Lamentações de Jerusalém. O muro se converteu numa sinagoga ao ar livre aonde os judeus vêm para estudar seu livro sagrado a Torá e também é um lugar popular para a celebração do sábado. O muro se encontra na zona sul da cidade velha, o bairro judeu. O muro é uma parede de sustentação do segundo templo de Jerusalém, construído pelo Rei Herodes e destruído pelos romanos, no ano 70 D.C.

Cúpula da Igreja do Santo Sepulcro

O Santo Sepulcro, construído onde teria sido o lugar da morte de Jesus, é o lugar mais visitado pelos cristãos. Para nós cristãos, a Cidade Santa reúne as recordações mais preciosas da passagem de Jesus.
A Basílica do Santo Sepulcro se encontra no bairro cristão, na zona oeste de Jerusalém, onde se supõe que se encontrava o calvário, a colina onde Jesus foi crucificado. Seis denominações de católicos estão representadas neste bairro: Católicos Romanos, Ortodoxos Russos, Ortodoxos Gregos, Ortodoxos Sírios, Católicos Armênios, e Etíopes.  
Igreja do Santo Sepulcro - Exterior

VIA DOLOROSA, VIA SACRA OU VIA CRUCIS

A Via Dolorosa ou Via Crucis, está marcada com nove das 14 estações, cada uma assinala um acontecimento do último caminho que Jesus seguiu até a sua morte. Dois mil anos depois de sua crucificação, procissão de peregrinos percorrem a Via Dolorosa para recordá-lo. 
Mapa da Via Dolorosa - caminho mais longo

É bom lembrar, que o roteiro que percorremos da Via Dolorosa foi traçado pelos católicos franciscanos, que estão estabelecidos em Jerusalém desde 1300, e segue o traçado das ruas da cidade antiga de Jerusalém, portanto, está vários metros acima da Jerusalém do tempo de Jesus e tem uma distância de aproximadamente 600 metros. Outra denominação cristã tem divergências sobre esse roteiro, são dúvidas e questões indissolúveis, portanto, melhor não nos atermos a essas dificuldades para não nos desviarmos do que é verdadeiro e mais importante: conhecer a Jesus e sua Palavra.

Mapa da via dolorosa- caminho mais curto



                                                                             PRIMEIRA ESTAÇÃO: Jesus é condenado à morte.
 
Mosteiro da Flagelação e Condenação
A tradição cristã coloca aqui dois momentos da paixão de Jesus, a flagelação e a condenação a morte. A imposição da cruz é indicada sobre a parede externa do santuário, ao início da Via Dolorosa. (Jo 19, 14-15)

Cristo diante de Poncio Pilatos, 1881, Mihály Munkácsy
 
                                                                       SEGUNDA ESTAÇÃO:  Jesus levando a cruz às costas


Arco do Ecce Homo
No muro exterior desta igreja, na rua, está assinalada a segunda estação: e, carregando com a cruz, saiu para o lugar que se chama a Caveira, em hebreu Gólgota (João 19, 17).

Um pouco mais adiante, a Via Dolorosa cruza um arco de meio ponto com um corredor construído por cima. É conhecido popularmente como o arco do Ecce Homo, e recorda o lugar onde Pilatos apresentou Jesus ao povo depois da flagelação e da coroação de espinhos. Considera-se este arco pertencente à torre Antonia. 

Ecce Homo-Caravaggio, 1605,Palazzo Bianco,Genova


TERCEIRA ESTAÇÃO: Jesus cai pela primeira vez


Cansado Jesus cambaleia sob a Cruz enorme e pesada. Uma dor aguda penetra na sua alma e ele cai. Mas levantou-se para que nós também nos levantemos sempre que a nossa cruz se tornar pesada demais. Neste local encontra-se uma pequena capela, pertencente ao Patriarcado Armênio católico.

Stations_of_the_Cross-_3-_Saint-Jean-Baptiste_au_Beguinage-_Brussels


QUARTA ESTAÇÃO: Encontro com Jesus com sua mãe santíssima.



Assim que levantou, Jesus encontra Sua Mãe Santíssima, junto do caminho por onde Ele passa. No olhar de mãe e filho, um sim à vontade divina.
No local há uma igreja, também dos armênios. 
Jesus encontra sua mãe - IV estação- Jerusalem


QUINTA ESTAÇÃO: Jesus ajudado por Simão Cirineu a levar a cruz
 
 Para carregar a sua cruz, eles chamaram um homem que vinha do campo, chamado Simão de Cirene, pai de Alexandre e de Rufo,” e obrigam-no a levar a Cruz de Jesus. (cfr. Mc XV, 21).
No local há uma capela dos franciscanos.
Simão Cireneu ajuda Jesus 


SEXTA ESTAÇÃO: A piedosa Verônica enxuga o rosto de Jesus.



Uma mulher, de nome Verônica, abre caminho entre a multidão, levando um pano branco dobrado, com o qual limpa piedosamente o rosto de Jesus.


Pouco se sabe desta mulher. Em textos apócrifos identifica-a com a hemorroíssa de Cafarnaum, chamada Berenice; ao traduzir-se o seu nome para latim, converteu-se em Verônica. No local há uma igreja de Católicos Ortodoxos Gregos
St-Veronica, Bernardo Strozzi, 1625-1630




SETIMA ESTAÇÃO: Jesus cai pela segunda vez



A sétima estação encontra-se no cruzamento, onde há uma capelinha propriedade dos franciscanos 
Cai Jesus sob o peso da cruz e sobre os maus tratos dos carrascos.
Fr Pfettisheim, Chemin de croix, estação VII_

             OITAVA ESTAÇÃO: Jesus consolando as filhas de Jerusalém



Entre as pessoas que contemplam a passagem do Senhor, entre elas, mulheres que choram por compaixão. Jesus, esquecendo seus sofrimentos, enxuga as lágrimas das piedosas mulheres. ”Filhas de Jerusalém, não choreis por Mim; chorai por vós mesmas e pelos vossos filhos..”. (Lucas 23, 28, 31)

FRIEDRICH OVERBECK -1789-1869-Vatican Museum

                 NONA ESTAÇÃO: Jesus cai pela terceira vez debaixo da cruz.





Esmagado pelo peso da cruz e pelos maus tratos dos carrascos, Jesus cai pela terceira vez! Quanto sofrimento há nesta terceira queda!
Para se chegar ao lugar da IX estação temos que subir algumas escadarias, andar pela viela e no final desta viela está designado o local da IX estação, entre um acesso ao terraço do convento etíope e a porta da igreja copta de Santo Antonio.
Stations of the_Cross,_Notre-Dame-_Genova

 O local da nona estação fica poucos metros da Igreja do Santo Sepulcro.
 As últimas cinco estações da Via Dolorosa encontram-se no seu interior, o lugar central de nossa Fé, o local onde Jesus Cristo foi crucificado, morto e sepultado, e ao terceiro dia ressuscitou de entre os mortos.


Terraço do Convento Etíope
 Atravessamos e saímos do terraço do convento etíope, que é a cobertura de uma das capelas inferiores da basílica, e descemos atravessando o edifício, que tem uma saída direta para a praça, junto ao lugar do Calvário e ao túmulo de Jesus. 


            IGREJA DO SANTO SEPULCRO


Igreja do Santo Sepulcro - entrada com porta única



DECIMA ESTAÇÃO:  Jesus no ato de o despirem e de lhe darem o fel a beber


Igreja do Santo Sepulcro- entrada para o túmulo

 
Ao entrar no Santo Sepulcro, à direita, duas escadas de pedra muito nos conduzem às capelas do Gólgota. Aqui em cima contemplamos a X Estação.
Tendo o Jesus chegado ao Calvário, lhe deram para beber um pouco de vinho misturado com fel. Ele, tendo-o provado não quis beber (Mateus 27, 34). Então, os soldados despojaram Jesus das suas vestes.
Via Crucis-,Scuola,Veneta-Sec XVIII-Cattedrale-adova

Saint-Brice-en-Cogl-Chemin_de_Croix


DECIMA PRIMEIRA ESTAÇÃO:  Jesus é pregado na cruz.

Jesus é pregado na cruz - mosaico - Capela dos Franciscanos

Jesus é pregado na cruz, em um madeiro infame. Apenas alguns passos separam a X da XI Estação, assinalada com um altar. A cena da crucifixação está representada em cima, num mosaico. A capela pertence aos franciscanos da Custódia da Terra Santa.
Gerard David, Christ Nailed to the Cross
 


   DECIMA SEGUNDA ESTAÇÃO: Jesus morre na cruz

Pietro Perugino-crucificação de jesus-


Jesus morre na cruz para nos resgatar, perdoando os carrascos, abandonando sua alma nas mãos do Pai. No topo da Cruz está escrita a causa da condenação: Jesus Nazareno, Rei dos Judeus (João 19, 19). “Tudo está consumado” (João 19, 30). “Pai, nas Tuas mãos entrego o Meu espírito “(Lucas 23, 46). E expira.


Figura 1
 Na capela do Calvário, propriedade da Igreja ortodoxa grega, debaixo do altar, um disco de prata, aberto no centro, assinala o buraco onde foi erguida a Cruz(fig.1)




Na parte da rocha visível à direita, nota-se uma fenda atribuída ao terremoto que se produziu com a morte de Cristo , pode-se ver através de um vidro, a fenda na rocha.: “... soltando de novo um alto brado, expirou. E eis que o véu do Templo se rasgou em duas partes, de alto a baixo e a terra tremeu e as rochas fenderam-se”. (Mateus 27, 50-51).

           DÉCIMA TERCEIRA ESTAÇÃO: Jesus é descido da Cruz

Fra Angelico deposicione della croce

 Faz-se tarde, e os judeus insistem para que se tire o Senhor dali. Depois de ter obtido de Pilatos a licença que a lei romana exige para sepultar os condenados, chega ao Calvário um senador chamado José de Arimateia. Ele não tinha concordado com a condenação nem com a execução; ao contrário, era dos que esperavam o reino de Deus (Lucas 23, 50-51). Com ele vem também Nicodemos. Não eram conhecidos, publicamente, como discípulos do Mestre. 
 Descem o corpo de Jesus da cruz e entregam à sua mãe que o recebe nos braços e o oferece a Deus Pai.


Pedra da unção do corpo de Jesus
 Descendo do Calvário e regressando ao átrio da basílica, encontramos a Pedra da Unção, que é muito venerada pelos cristãos ortodoxos. Trata-se de uma laje de pedra avermelhada com veios brancos, que recorda os cuidados que José de Arimatéia e Nicodemos dedicaram ao corpo de Jesus.

Painel da Igreja do Santo Sepulcro - mosaico



DÉCIMA QUARTA ESTAÇÃO: Jesus é colocado no Sepulcro.



Monumento Anástasis ou Rotunda
Continuando dentro da Basílica, encontra-se a Rotunda ou Anástasis, monumento circular fechado com uma cúpula, em cujo centro se levanta a capela com o túmulo do Senhor.

Entrada para a capela do túmulo

Perto do Calvário, José de Arimatéia tinha mandado fazer, na rocha, um sepulcro novo. E, por ser a véspera da grande Páscoa dos judeus, ““... José de Arimatéia envolveu o corpo de Jesus num lençol limpo e depositou no túmulo. A seguir, José rolou uma grande pedra, para diante na entrada do túmulo e retirou-se (Mateus 27, 59-60).
Túmulo de Jesus

 Agora se consumou tudo. Cumpriu-se a obra da nossa Redenção. Já somos filhos de Deus, porque Jesus morreu por nós e a Sua morte resgatou-nos.
 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário estará sujeito a moderação, até que seja liberado.Obrigado.